• #LiLifestyle

COMO NAPOLEON HILL INFLUENCIOU O MEU ESTILO DE VIDA?


O post de hoje, me enche de alegria, pois foi sugestão da Ana Paula, uma seguidora muito querida, que me acompanha bastante pelo Instagram. Vocês não imaginam a importância que essa interação tem para mim! E, além de eu ter adorado a sugestão, acredito que o tema é perfeito, para o primeiro post de 2018! Então, quero que ele estimule vocês a sair da zona de conforto, a encarar desafios, a explorar o desconhecido, a reinventar-se! Pois, de nada adianta, a gente desejar um ano novo, diferente, se nossas atitudes e pensamentos forem os mesmos de sempre, não é mesmo?

A Ana sugeriu falar sobre ACREDITAR que É POSSÍVEL, um olhar quântico dos acontecimentos. E, imediatamente, eu lembrei de alguns livros que li e que me estimularam a sempre acreditar, a perseguir meus sonhos e a realizá-los! Achei ele perfeito para introduzir um assunto tão amplo e que será explorado ao longo do ano.

Quem me conhece há mais tempo, sabe que adoro ler, já falei isso inúmeras vezes aqui! A minha cabeceira nunca fica sem, ao menos, um livro. Isso foi um hábito que adquiri do meu pai, que graças a Deus, desde que éramos crianças ele nos presenteava com livros. Crescemos em meio a uma biblioteca riquíssima, que só tem aumentado. Cada livro que o pai nos sugeria sempre trazia algum ensinamento, mensagem, dica, do que ele queria nos ensinar naquele determinado momento. Espero que eu consiga passar esse hábito ao baby Arthur! Acredito muito no poder dos livros. Além de influenciarem o leitor culturalmente, ampliarem o vocabulário, levarem a outras dimensões e lugares, desenvolverem a imaginação e a criatividade, eles têm um poder transformador! Os livros são capazes de mudar a realidade de quem os lê e nos passam ensinamentos que levamos para a vida toda.


Dizem que a gente é o que come, eu costumo dizer que a gente também é os livros que lê! E, um dos que mais assimilei e integrei ao meu estilo de vida, sem dúvidas foi (é) A Lei do Triunfo, de Napoleon Hill. Li há muito tempo atrás, quanto ainda morava na casa dos meus pais. Quanto fui tomada por uma vontade imensa de sair da zona de conforto e voar com asas próprias mundo afora. Aí, um dia, hipnotizada pela tal biblioteca do pai, esse livro grosso, de capa branca com vermelho-alaranjado despertou a minha atenção. Resumo da história, em três meses, mudei de cidade, de trabalho, de vida! Foi o estímulo que eu precisava, naquele momento.

Então, aí vão alguns ensinamentos, bem práticos, que aprendi com A Lei do Triunfo e, que são ferramentas importantes na busca pelo sucesso, em todos os campos da vida:


#1 Mente Mestra ( Master Mind): Criar vínculos com pessoas com o mesmo perfil de pensamento que o seu!

Essa é a primeira Lei Do Triunfo, que o livro revela. Todos os grandes homens tiveram que se associar a outras pessoas para conseguir realizar os seus objetivos. Uma vez que todos compreenderam a interdependência, buscaram principalmente pessoas que seguiam uma mesma linha de pensamento. Assim, segundo Napoleon Hill, todos trabalhavam em rapport com seus sócios. Seja sócios em negócios, em casamentos ou em amizades.

Napoleon Hill afirmava que a união de duas ou mais mentes gerava um todo que era maior do que a soma das partes, o que ele chamou de Master Mind – ou Mente Mestra. Sozinhos, nenhum deles teria conseguido o sucesso que conseguiu ( o livro cita pessoas bem-sucedidas como: John Rockfeller, Thomas Edson, Henry Ford, Alexander Graham Bell, George Eastman, Theodore Roosevelt, entre outros.).


#2 Objetivo principal definido.

Todas as pessoas que realizam seus sonhos têm um objetivo principal claramente definido em suas mentes, muitas vezes ricos em detalhes.

Muita gente diz que quer mudar de vida, mas quando são perguntadas o que realmente querem, se atrapalham para dizer. Sabem que não querem continuar do jeito que estão, mas não tem um objetivo claro de onde querem chegar, do que querem realmente mudar. No livro tem um exercício bem prático e fácil. E eu segui à risca naquele período que citei lá no início, quando queria sair em busca dos meus sonhos. Escreva num papel, o seu objetivo principal, em uma frase. Coloque um prazo para realizá-lo e, ao final, escreva que o universo vai ajudá-lo com as ferramentas necessárias para a conquista desse projeto. Coloque esse papel, num lugar onde pode vê-lo diariamente. Eu colocava debaixo do travesseiro e todas as noites antes de dormir, lia e mentalizava. Na verdade, eu já tinha o hábito de colocar coisas importantes debaixo do travesseiro, como por exemplo, na época das provas escolares, colocava ali o resumo da matéria, pois achava que enquanto dormia a mente assimilaria o conteúdo, hehehe. Se faz sentido ou não, sempre funcionou! Isso tem por efeito psicológico impressionar o subconsciente da pessoa de tal maneira que ela aceita esse propósito como um lema, um projeto, uma “planta” que finalmente dominará as suas atividades na vida e a guiará, passo a passo, para a consecução desse objetivo.


#3 Confiança em si próprio!

A autoconfiança é essencial para quem quer realizar algo. Precisamos acreditar que somos capazes, para passarmos essa energia ao universo. Claro, que isso em excesso, atrapalha, então devemos ser inteligentes e confiantes o suficiente, até para aceitarmos que precisaremos da ajuda de outras pessoas, para realizar algo.


#4 Iniciativa e Liderança!

É imprescindível apoderar-nos da nossa própria vida. Aqui faço uma observação, apoderar-se significa tomar posse. Hoje em dia, muita gente usa o termo empoderamento (o qual eu particularmente não gosto) querendo dizer tomar as rédeas, o que está empregado de forma errada. Empoderar significa dar posse a alguém menos favorecido que a gente, o que não é o caso aqui. Precisamos apoderar-nos, tomar a iniciativa de assumir o controle da nossa própria vida, de empreender, de sair da mesmice e levar nossos parceiros de vida e de negócios, junto nesse caminho.

Mesmo que algumas pessoas realmente não tenham esse perfil de liderança, isso pode ser trabalhado e melhorado.


#5 Imaginação!

Pensar fora da caixa. Existe uma série de técnicas para desenvolver a imaginação e a criatividade, mas o ponto principal é forçar-se a mudar sua rotina de ações e pensamentos e não ter receio de experimentar coisas novas. Abrir-se para o novo!


#6 Entusiasmo - Viver com Paixão!

Muita gente parece ter um desejo de mudar de vida, mas acaba não indo em frente. É como se faltasse o combustível. O entusiasmo é o combustível que move homens e mulheres rumo a grandes realizações. Não se deixe abalar por pessoas que jogam baldes de água fria nos seus sonhos. Não dê ouvidos. Siga firme no seu propósito, não desfoque! Em outras palavras, não deixe a peteca cair. Seja apaixonado pelo seu objetivo principal, aquele que está escrito no papel debaixo do travesseiro! Isso despertará um grande entusiasmo para seguir em frente mesmo quando todas as condições parecerem adversas. Lance-se de ALMA e CORAÇÃO.


#7 Fazer mais que a obrigação - Ser o ponto fora da curva!

Segundo Napoleon Hill , e eu super concordo, existem dois tipos de pessoas que não vão para a frente:

1 Aquelas que não fazem o que lhes é pedido

2 Aquelas que só fazem o que lhes é pedido

Se você quer se destacar em sua área de atuação, precisa criar o saudável hábito de andar a milha extra: sempre fazer mais do que lhe pedem, sempre fazer mais do que é obrigado a fazer. Do contrário, você será apenas uma pessoa mediana, igual a tantas outras. Lei da vida, não sejamos do grupo dos medíocres!


#8 Personalidade atraente!

Ser uma figura agradável, simpática, bem apresentada. Nada a ver com padrões de beleza, por favor, não confundam! E, sim, com comportamentos que o tornem uma companhia agradável para os outros. É aquela velha frase que meu pai sempre fala: "abrir a boca e encantar!" E, como os livros e a educação contribuem para isso! Diversifique os assuntos, seja cortês, educado, tenha boas maneiras. Não pergunte demais, não invada a privacidade das pessoas. Existem pessoas que não fazem a menor questão de serem simpáticas, são rudes, invasivas e monotemáticas. Elas estão no direito delas, porém para quem quer levar sua vida a patamares mais altos, além de competência, é preciso ser uma companhia no mínimo agradável.


#9 Foco!

Ter foco é outra lei essencial para quem quer obter sucesso na realização dos objetivos. Devemos aprender a dirigir os nossos pensamentos somente para os assuntos, fatos e informações que, de alguma forma, nos deixarão mais próximos de nosso objetivo principal definido. A meta é passar a raciocinar dedutivamente, apenas com base em fatos comprovadamente verdadeiros, que possuam importância real e que sejam úteis de alguma maneira.

Bem difícil hoje em dia, pois boa parte da humanidade sofre com distúrbios de déficit de atenção. E, ainda as novas tecnologias e as redes sociais nos oferecem tantas coisas, que cada uma delas recebe apenas uma pequena fração da nossa atenção. O resultado são trabalhos mal-feitos, falta de foco, sensação de excesso de informação e um grande sentimento de frustração.

A saída aqui é treinar a própria mente para pensar com exatidão. A meditação e o hábito de lidar com apenas uma coisa de cada vez, com foco total, são úteis para esse tipo de treinamento.


#10 Fracasso!

O fracasso deve ser visto como um grande aliado. Cada vez que falhamos, descobrimos uma maneira de não realizar aquele objetivo. Eliminamos um caminho. Todas as pessoas que atingiram uma grande realização na vida, fracassaram algumas vezes antes. É como um bebê aprendendo a ficar em pé. Devemos deixá-lo cair quantas vezes forem necessárias, até ele conseguir levantar e andar! E, aí está a fórmula mágica do sucesso! Precisamos entender que não existe maneira de fracassar, apenas de aprender como não chegar lá.


#11 Tolerância e Paciência - “Surfar na onda”.

Para lidar com o fracasso, com as limitações de outras pessoas e as suas próprias, com as adversidades que a vida nos impõe, é preciso ter uma boa dose de tolerância e paciência.

Coisa que queremos não acontecem. Coisas que não queremos acontecem. O segredo é nos desapegar de querer controlar tudo e ter tolerância e paciência para ir acertando e errando até chegar onde queremos, seguindo sempre em frente.

Quando eu morava em Porto Alegre, eu tinha uma business coach e ela sempre me dizia: "Liège, aprende a surfar na onda." E foi uma das maiores dicas que ela poderia me dar. Surfar na onda significa aproveitar toda a jornada, não apenas a realização da meta. O momento em que você realiza o objetivo é muito fugaz perto de todo o caminho que você tem para percorrer até ele. E isso ficou gravado em mim. Não podemos condicionar a nossa felicidade somente à realização dos objetivos, isso nos condena a uma vida triste.


#12 Fazer aos outros aquilo que quer que seja feito a você mesmo - A Regra de Ouro!

Já falamos sobre isso por aqui, nos posts sobre etiqueta. Essa lei é usada em grande parte das religiões e filosofias de vida já criadas no mundo. Se ela fosse realmente levada a sério, viveríamos um mundo bem melhor.

No momento em que percebemos que somos todos – seres vivos e meio-ambiente – uma única rede interdependente, que a ideia de eu como uma coisa distinta e independente nada mais é do que uma ilusão, aí, babes, temos uma grande oportunidade de nos libertarmos de padrões limitadores. Tratar as outras pessoas como a si mesmo é um passo importante para essa compreensão.